Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



facebook




Contacto

Facebook


Salgado fez donativo máximo à candidatura de Cavaco - E por isso não está preso?

Quinta-feira, 11.12.14

 

Ex-presidente do BES foi um dos vários banqueiros a contribuir para a campanha do atual Presidente da República em 2011. Total de donativos a Cavaco ascendeu a quase um milhão e meio de euros.

 

Ricardo Salgado ajudou a financiar a candidatura presidencial de Cavaco Silva com 25.560 euros, o donativo máximo permitido por lei, de acordo com os dados consultados esta quarta-feira pelo DN no Tribunal Constitucional.

 

O antigo presidente da comissão executiva do Banco Espírito Santo (BES) concedeu, assim, uma ajuda similar à de 2006, quando também concedeu a ajuda máxima - então legalmente fixada nos 22.482 euros. Salgado não foi, contudo, o único a ser generoso com o atual Chefe do Estado.

 

Só naquele que era o universo Espírito Santo - agora desmantelado com o colapso do grupo -, destacam-se também as contribuições de Amílcar Morais Pires, Joaquim Goes, Pedro Queiroz Pereira, António Ricciardi e José Manuel Espírito Santo Silva. Nenhum abaixo dos 25 mil euros.

 

 

Numa extensa lista recheada de figuras conhecidas, até o presidente da auditora KPMG Portugal, Sikander Sattar, aparece com um donativo de cinco mil euros. Mais modesto foi o ex-secretário de Estado Adjunto e agora comissário europeu, Carlos Moedas, que materializou o seu apoio com 50 euros.

 

Seja como for, o candidato apoiado por PSD, CDS e MEP obteve, só em donativos, quase 1,5 milhões de euros, verba muito superior às conseguidas por Fernando Nobre (212 mil euros) e Manuel Alegre (159 mil), candidato apoiado pelo PS, BE e MRPP.

 

Porque será que este não está preso?

Por: Diário de Notícias

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)