Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



facebook




Contacto

Facebook


O Sócrates é o culpado de tudo, até de eu ter furado um pneu

Segunda-feira, 29.06.15

Foto: Lusa

Gosto desta semântica de que o Sócrates é culpado de tudo. Até acho que ele é o culpado por eu ter furado um pneu a semana passada, a sério!

 

O Sócrates foi o lóbi escolhido para explicar todos os fracassos da coligação e das suas políticas de austeridade excessiva, a austeridade do empobrecimento. Aliás, este governo conseguiu aplicar mais austeridade do que a própria troika.

 

É claro que o Sócrates não é nenhum santo, nenhum político antes dele o foi. Também fez alguns negócios ruinosos entre eles, o negócio das PPP (Parcerias Público-Privadas). Apesar disso, outros fizeram pior e nada aconteceu, ninguém os culpou de nada. Paulo Portas e submarinos dizem-vos alguma coisa? Não vale a pena falar mais…

 

É preciso que as pessoas se lembrem em que condições, José Sócrates, chegou ao poder, e porquê. Sócrates só chegou ao poder por dois motivos e os dois motivos são o PSD. O país estava ingovernável, então por Pedro Santana Lopes, lembram-se? O então presidente da Republica, Jorge Sampaio, foi obrigado a dissolver o parlamento e convocar eleições, das quais José Sócrates saiu vencedor.

 

E porque Santana Lopes estava no poder? Lembram-se? O ‘vosso’ camarada Durão Barroso, então primeiro-ministro, CAGOU para os portugueses, abandonou as suas responsabilidades, e trocou as ‘sardinhas' de Lisboa pelo caviar de Bruxelas. Lembram-se? Foi só por isso que o mal-amado e odiado José Sócrates chegou ao poder, por causa do PSD, o que se diz salvador da pátria.

 

É preciso não esquecer que, quando o mal-amado Sócrates deixou o poder existiam cerca de 600 mil desempregados. Hoje são 1,4 milhões, ou seja, mais do dobro desse odiado político. É preciso não esquecer que o Sócrates caiu devido ao tão mal-amado PEC4. Sabem em que PEC estamos agora com o PSD? Prai no PEC50, onde até reformados com pensões miseráveis viram o seu rendimento cair.

 

Não se deixem cair em cantigas. O mal de Portugal já vem do 25 de abril, dos governos de Cavaco com a ideologia das privatizações, onde tudo o que dava lucro ao estado foi espoliado, veja-se os casos da EDP, REN, CTT, TAP, etc… Já sem o Sócrates, esse mal-amado, o que vai ser de Portugal daqui a 20 anos, com a divida a aumentar e sem mais nada para vender? Nessa altura, continuará a ser o Sócrates o culpado de tudo?

 

 

 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)