Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



facebook




Contacto

Facebook


Casal herói da A1 são afinal uns grandes vigaristas, diz o CM

Quinta-feira, 05.01.17

img_757x498$2017_01_04_00_01_22_587186.jpg

 

O casal que ficou conhecido por distribuir garrafas de água pelos automobilistas que ficaram retidos na A1 em Albergaria-a-Velha por causa de um incêndio, em agosto do ano passado, tem vários processos-crime pendentes.

 

O CM sabe que Paulo Pereira - conhecido por ‘Paulinho’ - é suspeito em 14 processos relacionados com burla, recetação e apedrejamento de carros. Em 2015, a mulher, Lucinda Borges, apresentou uma queixa por violência doméstica, mas o caso foi arquivado: Lucinda disse que foi apenas uma discussão.

 

O casal herói, que é alvo de uma onda solidária por estar alegadamente com problemas económicos, é criticado pela população de Avanca, Estarreja. ‘Paulinho’ é visto como uma pessoa "pouco séria", e muitos suspeitam que este apelo à solidariedade não passa de mais uma forma de enganar as pessoas.

 

Em novembro, Paulo Pereira fundou a associação Viagem Solidária: pagou 450 euros por três meses de renda. Questionado pelo CM de onde veio o dinheiro, não respondeu.

 

É em nome desta associação que tem pedido dinheiro a idosos. "Umas pessoas dão 20 euros, outras 50. Uns porque têm medo, outros porque acreditam nele", explicou ao CM um morador de Avanca.

 

Paulo Pereira, que na terça- -feira negou ter processos judiciais a correr, ontem já admitiu a sua existência, mas diz que é inocente e que são "vinganças". Já quanto ao processo de violência doméstica, diz que apenas falou mais alto e que "casa que não é ralhada não é governada".

 

 

 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)